Branding

COMO NASCE UMA IDENTIDADE VISUAL

Já tem mais de 10 anos que a gente trabalha com criação e desenvolvimento de identidades visuais para empresas. A gente se formou e também se pós graduou em Design e Branding. Portanto, trabalhamos com a famosa marca (também conhecida como logo, logotipo, logomarca, etc). Como a nossa área de formação é criativa, sabemos que esse mundo ainda é cercado de muito desconhecimento. Muita gente pensa que projetos criativos tem a ver com ideias que surgem do nada.

Parece que começa o projeto e zás: cai aquele raio criativo na cabeça! Cinco minutos depois, temos um projeto completo pronto. Definitivamente não é por aí! Um projeto criativo é uma troca e precisa de um processo organizado.

Por isso, nossa ideia foi dividir mais detalhadamente como é o passo a passo que faz nascer uma identidade visual para uma Marca Apaixonante. Ou, pelo menos, como é a nossa metodologia. Cada profissional vai encontrar seu modelo de trabalho. Esse é o que usamos por aqui, no momento. Vamos aprimorando e mudando sempre que necessário!

ETAPA 1 – INFORMAÇÃO, MUITA INFORMAÇÃO

Todo projeto de identidade visual precisa ser alimentado com informação. Quem passa essa informação pra nós é a pessoa empreendedora que nos contratou. E a gente já tem certinho o que precisa saber. Criamos um documento chamado “Clareza Empreendedora”. Através da Clareza, a gente consegue coletar tudo de relevante para essa identidade visual. Coisas como a história da empresa, seus pontos fortes, sua forma de vender, o que ela vende e porquê, fotos dos produtos, das instalações, dos materiais usados na empresa. Precisamos também conhecer melhor o perfil de clientes dessa empresa e quem são seus principais concorrentes… É muita pergunta!

Geralmente, nossos clientes mandam o questionário preenchido e a gente ainda usa uma outra etapa envolvida com informação, que batizamos de “Troca de Ideias”. Adivinha o que acontece nela? Isso mesmo: mais perguntas! Tudo precisa ficar claro pra nós. Inclusive coisas básicas como o nome da empresa. Não dá pra começar o processo de desenvolvimento sem essas informações. Reparou que a gente nem começou a ter ideias ainda? A gente está, nessa etapa, alimentando o mundo onde as ideias vão nascer. Sem esse alimento, não nasce nada! Então o passo 1 é pegar a maior quantidade de informações possível.
  • Text Hover
ETAPA 2 – PAINEL DE INSPIRAÇÕES

Agora que a gente já sabe tudo que precisa sobre a empresa, é hora de começar a fazer uma espécie de colagem. A gente vai montando um painel de inspirações com tudo que, na nossa opinião, tem a ver com as informações que a gente obteve. Nossa plataforma favorita para criar esse painel é o Pinterest. Esse painel pode ter cores, formas, palavras, sentimentos, sons, vídeos, fotos, desenhos… Essa colagem pode ser feita de fragmentos que a gente encontrou por aí e achou que tinha a ver com aquele projeto. Até mesmo de fotos que tiramos nós mesmos andando pela rua.

Só é possível fazer a colagem porque a gente sabe muitas informações sobre a empresa, ou seja, porque existiu a etapa anterior. Já pensou fazer uma colagem baseados em quase nada. Imagina se a só gente soubesse que a empresa se chama “Nôma” e vende comidas saudáveis. Provavelmente iríamos ficar com aquela sensação de “branco”, de “não sei por onde começar”. Mas, a gente soube o que a empresa pensa, o que ela sente, porque os produtos deles são diferentes dos outros e muito mais. Aí sim! Temos os alimentos que a gente precisa para fazer conexões e nascer esse painel de inspiração. Percebeu que já estamos na segunda etapa e ainda nem pegamos no lápis e no papel para ter ideias? Estamos só conceituando, entendendo, nos aprofundando no mundo daquela empresa.

RESULTADO DESSA ETAPA: Como resultado do painel e de toda essa pesquisa a gente vai escrever o manifesto daquela marca. O manifesto é um texto com tudo que consideramos importante até agora. O que a pessoa empreendedora nos disse, passando pelo que nós consideramos importante no painel. Você pode ver exemplos de manifestos em vários dos nossos projetos aqui.
ETAPA 3 – GERAÇÃO DE ALTERNATIVAS

Olha quantas coisas interessantes a gente já tem até agora. Temos um monte de dados fornecidos pelo cliente que foram resumidos em um manifesto em forma de texto. Esse manifesto vai ser lido e relido nessa etapa. Vai virar um mantra, a gente vai pensar em cada palavra do manifesto para fazer ele nos trazer ideias. Não vamos mostrar o manifesto para o cliente agora porque ainda é possível que ele seja modificado, se a gente sentir necessidade de trocar algumas frases ou palavras. O painel de inspirações continua crescendo, ele vai nos acompanhar nesse terceira etapa também.

Chegou o momento de usar tudo isso que pesquisamos para pegar no lápis e no papel. O objetivo dessa etapa é justamente gerar muitas possibilidades. Dá-lhe formas, cores, conjuntos de cores, tipos de letras. Tudo isso vai ser escrito, desenhado, explorado de várias formas. Vamos usar lápis, caneta, tinta, o que estiver ao alcance para traduzir o manifesto em informação visual. Vamos usar o papel e o lápis para rascunhar. Nesse etapa, nenhuma ideia vai ser descartada, até aquelas formas e cores que a gente considerar malucas, exageradas, nada a ver… todas são bem vindas. Quanto mais, melhor! Estamos gerando alternativas.

RESULTADO DESSA ETAPA: Temos algumas possibilidades de caminhos que poderemos seguir com essa marca. Ou seja, já temos algumas alternativas para escolher. O nosso cliente segue aguardando porque ele vai receber uma alternativa dessas bem desenvolvida, em uma apresentação completa.

Author


Avatar